Novos hábitos. Já listou os seus?

Ano Novo, vida nova! Um bom momento para falar de novos hábitos! Já listou os seus?


Bom, muita gente faz uma série de resoluções no começo do ano, como começar a praticar exercícios e meditar, guardar dinheiro, parar de fumar, aprender um novo idioma, ler um livro por mês, fazer uma pós ou um MBA, comprar um carro ou trocar o que já tem. Os objetivos são infinitos, não é?


Você lembra de suas metas para 2020? Conseguiu atingir alguma? Tudo bem que tivemos um ano atípico, e muitas coisas tiveram que ser adiadas ou transformadas.


Mas o mais importante aqui é que todo dia é dia de agir, de se transformar. E temos um 2021 inteiro pela frente para colocar em prática nossos objetivos.


E como colocamos em prática nossas metas? Vamos falar sobre eles neste post?


Novos hábitos requer disciplina



Para a criação de um novo hábito é preciso disciplina e repetição. Executar de forma ritualística uma atividade faz com que ela seja assimilada entre os vários atalhos do cérebro e passe a ser executada de maneira inconsciente, como chamamos no piloto automático.


Quer praticar exercícios, por exemplo, e nunca colocou os pés numa academia? Não precisa sair por aí andando loucamente dez quilômetros no primeiro dia! No dia seguinte sentirá tantas dores que irá desistir rápido da atividade.

  • Estabeleça uma meta diária e onde você quer chegar.

  • Comece com pequenas caminhadas de dez minutos, e vá aumentando gradativamente.

  • Coloque uma meta e uma data para atingir seu objetivo.

Crie novos hábitos e mude alguns já existentes

Um novo hábito precisa de tempo para se fixar e não pode, em hipóteses alguma, começar de maneira definitiva.


Um novo hábito nada mais é que fazer de forma automática coisas que ainda não fazíamos.

Logo, ele demandará de nosso cérebro duas coisas de que ele não gosta muito: novidades não desejadas e consumir energia.


Precisamos ir com calma. Um passo de cada vez, mudando coisas pequenas e adaptando a nova rotina aos poucos.


Essa técnica recebe o nome de baby steps, em português passinhos de bebê, sendo a origem da técnica preconizada por James Clear, que recebeu o nome de hábitos atômicos. (Hábitos Atômicos – James Clear – Editora Alta Books).


O temor atômico não se refere à potência da transformação, mas sim ao tamanho da mudança. Tão pequenas quanto um átomo.


De maneira simples, comece pequeno e progrida constantemente. E não se esqueça: Pense grande, sempre.


Feliz 2021!


Assista também O Poder da Disciplina.


Contato